sexta-feira, 29 de abril de 2016

Receitas de leites vegetais


Aqui está uma lista de receitas muito simples de como fazer leite vegetal. Essa lista foi feita a partir do pedido de uma colega da escola em que eu trabalho. Achei que teria que ser receitas simples e fáceis de para servir de incentivo para ela fazer. Dessa lista eu já fiz o leite de coco, o leite de soja, o leite de aveia, o leite de amendoim e o leite de castanha de caju.

1. Leite de soja: Para fazê-lo basta deixar a soja de molho durante 12 horas, bater no liquidificador com 3 xícaras de água para cada xícara de soja, coar e cozinhar o líquido até a espuma sumir. Com o resíduo do leite, chamado okara, é possível fazer bolos, pães, bolachas e até mesmo adicionar ao suco verde.

2. Leite de amendoim: o leite de amendoim tem sabor similar ao leite de amêndoas, com a vantagem de ser mais econômico. Existem diversas formas de obter esse leite, a depender do gosto de quem irá prepará-lo. Ele pode ser apenas deixado de molho, batido e coado, ou como apresentado na receita, o leite pode ser cozido. Outra opção também é torrar o amendoim antes de deixá-lo de molho. O resíduo do leite é ideal para o preparo de quitutes doces como bolos, bolachas e cookies.
Deixar de molho 1 xícara e meia de amendoim de 8 a 12 horas. Bater no liquidificador com 1 litro de água filtrada. Coar com um pano limpo.

3. Leite de amêndoas: além de ser consumido puro, o leite de amêndoas é ideal para ser utilizado em receitas, já que seu sabor é um dos mais neutros dentre os leites vegetais. Para fazê-lo basta deixar as amêndoas de molho por pelo menos 12 horas, bater no liquidificador utilizando 4 xícaras de água para cada xícara de amêndoas. Se desejar, adicione essência de baunilha.

4. Leite de gergelim: o gergelim é um ótimo alimento para diminuir o colesterol ruim e, além disso, o seu leite apresenta mais cálcio que o leite de vaca. Para preparar o leite de gergelim você pode utilizar o gergelim preto ou bege. Deixe-o de molho de 8 à 12 horas, bata no liquidificador com 3 ou 4 xícaras de água e coe. Com o resíduo do leite é possível fazer uma ricota de gergelim.

5. Leite de linhaça: a linhaça tem a função adstringente, ou seja, é uma ótima aliada na perda de gordura. O uso dessa semente também está associado ao tratamento de problemas na pele como ressecamento, psoríase, acnes e alergias.
Para fazer o leite de linhaça deixe as sementes hidratando em água durante 8 horas. Depois, bata bem no liquidificador a linhaça com água, utilizando 1 copo de água para cada 2 colheres de linhaça. Finalize coando. A dica da autora da receita é também substituir a água por água de coco ou ainda por um chá de sua preferência ao fazer o leite de linhaça.

6. Leite de semente de abóbora: as sementes de abóboras muitas vezes são descartadas para apenas a polpa da abóbora ser consumida. É possível fazer um leite vegetal super nutritivo com essa semente que geralmente vai para o lixo. Para fazer esse leite basta deixar as sementes de molho por 12 horas. Para cada xícara de sementes use 4 xícaras de água, bata no liquidificador e coe.

7. Leite de aveia: a maior vantagem desse leite é o tempo de preparo. Diferente dos demais leites vegetais, a aveia não precisa ser deixada de molho, o leite não é cozido e o preparo é finalizado em poucos minutos. Para cada 2 xícaras de aveia em pó ou em flocos utilize 4 xícaras de água. Bata no liquidificador e coe. O leite dura aproximadamente 3 dias na geladeira.

8. Leite de arroz: o leite de arroz é um dos leites vegetais com textura mais fina. Não é preciso deixar o arroz de molho, mas é preciso cozinhar. Para o preparo utilize 1 litro de água para cada xícara de arroz, que pode ser branco ou integral. Cozinhe por 15 minutos, bata no liquidificador e coe. O resíduo pode ser utilizado em pratos salgados como sopas, caldos e tortas.

9. Leite de castanhas do Pará: o leite de castanhas do Pará é um ótimo substituto para o leite de vaca em pratos salgados. Pode ser usado no molho branco e pode substituir o creme de leite. Para fazê-lo utilize 500ml de água para cada 8 castanhas, bata as castanhas no liquidificador, adicione a água e coe.

10. Leite de castanha de caju: para fazer esse leite utilize 1 litro de água para cada 100g de castanha de caju. Deixe de molho por ao menos 8 horas, bata no liquidificador as castanhas com 300ml de água durante 1 minuto, adicione as demais 700ml de água e bata bem. Coe em um pano bem fino para que não passe nenhum resíduo. Se desejar adicione essência de baunilha.

11. Leite de nozes: as propriedades medicinais das nozes são muitas. Entre elas estão a redução do risco de diabetes e o aumento nos níveis de serotonina, responsáveis pelo bom humor. Para fazer o leite de nozes basta bater 2 copos de água para cada copo de nozes e coar até obter a textura desejada.

12. Leite de girassol e inhame: esse leite é muito energético e ótima fonte de vitamina E. Para prepará-lo deixe as sementes de girassol de molho durante 12 horas. Depois, bata as sementes de girassol com água e um inhame pequeno descascado e picado. O leite pode ser guardado por apenas um dia, na geladeira.

13. Leite de quinoa: o leite de quinoa é rápido e fácil de ser preparado. Utilize 2 xícaras de água para 4 colheres de quinoa. Coloque tudo dentro do liquidificador e deixe de molho durante 15 minutos. Depois bata durante 1 minuto e está pronto. Não é necessário coar.

14. Leite de girassol: Talvez sua principal propriedade seja a de ser um antioxidante poderoso, protegendo o organismo contra a poluição, o estresse e o envelhecimento precoce. É rico em proteínas e contém minerais como fósforo, cobre, ferro, zinco e vitaminas B6, E e K.
Preparo: As sementes de girassol utilizadas podem ser com ou sem casca. O importante é que não contenham sal. Deixe um copo de sementes pré-lavadas imersas em água por oito horas. Em seguida, bata no liquidificador com três a quatro copos de água filtrada. Coe bem para obter cerca de meio litro de leite "regado pelo sol"!

15.  Leite de coco: Ele é rico em gordura saturada boa, que é rapidamente digerida e transformada em energia. Tem vitamina C, B1, B3, B5 e B6, sais minerais essenciais como cálcio, selênio, magnésio, fósforo, ferro, potássio, cobre, zinco e manganês e ainda proteína, arginina e ácido láurico.
Ingredientes:
1 coco seco (2 xícaras e meia de coco picado ou cerca de 250g)
3 xícaras (de chá) de água quente (cerca de 720ml ou mais se preferir mais fino)
Pré-aqueça o forno a 240ºC, retire toda a água de um coco seco, coloque ele em uma assadeira e leve para assar por 15 minutos ou até ficar bem rachado. É importante tirar toda a água para não se queimar depois.
Espere ficar morno e dê leves marteladinhas para ajudar a quebrar o restante que faltou. Separe a casca da polpa com o auxilio de uma faca sem ponta. Pique esta polpa em pedaços menores.
Em um liquidificador, coloque esta polpa de coco, adicione a água quente e bata por 3 minutos. Se o seu liquidificador for pequeno, divida em duas partes.
Espere ficar morno para não se queimar e em seguida coe com o auxílio de um pano limpo ou peneira bem fina.
Está pronto!
Dica: Guarde na geladeira, bem fechadinho em uma vasilha de vidro esterilizada, por até 5 dias. O leite vai se dividir em duas partes, uma mais firme e gordurosa, que é a gordura do coco, e a outra mais aguada. Para usar o leite é só misturar em temperatura ambiente ou aquecer, que os pedaços vão se misturar ao leite.

Dicas

Todo leite vegetal pode ser tomado puro ou adoçado com melaço, açúcar mascavo, etc. Vale inventar e criar suas próprias receitas. Eles combinam muito bem com frutas e podem ser batidos no liquidificador com banana, mamão, maçã, abacate, até abacaxi.
Também ficam ótimos com frutas secas como ameixa-preta (sem caroço), damascos e uva-passa. Uma boa opção é deixar as frutas secas de molho por algumas horas antes de acrescentá-las ao leite, para que fiquem mais macias e soltem com facilidade seu açúcar natural.
Os segredos que fazem toda diferença
*  Lave bem os grãos antes de começar o processo de "tirar o leite".
*  Todo resíduo poderá ser reaproveitado em sopas, mingaus, assados ou na confecção de pães e tortas.
*  Para obter uma consistência homogênea, os leites vegetais necessitam ser coados de três a quatro vezes em peneira fina ou pano macio. Coe, separe o bagaço e volte a coar sucessivamente. No caso de optar pelo pano, faça um saquinho largo e reserve-o só para esse fim.
*  Os leites vegetais não toleram temperaturas elevadas. Conserve-os sempre em geladeira e se precisar aquecer, não deixe ferver, pois podem talhar. O uso da canela é indicado quando o leite for aquecido.

Fonte: Dicas de mulher, Revista dos Vegetarianos, Presunto Vegetariano, Lar Natural

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Torta de mandioca

1 xícara (chá) de mandioca crua ralada
1 lata de milho verde
1 xícara (chá) de tomate picadinho
1/2 xícara de coentro picado
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
2 colheres de (sopa) de fermento em pó
1/2 colher de (sobremesa) de sal
5 colheres de (sopa) de azeite

Misturar a mandioca ralada com o milho, o tomate, o sal, o azeite e o coentro.
Acrescentar a farinha de trigo e o fermento em pó.
Misturar bem e colocar em um pirex untado com óleo.
Levar ao forno preaquecido, em temperatura média,, por aproximadamente 45 minutos ou até o fundo ficar dourado.
Servir quente ou fria.


Observação:
Essa massa é muito pesada,  por isso a quantidade de fermento em pó. Esqueci de fotografar.

Do livro Cozinha Vegetariana - Caroline Bergerot

Fonte: Receitas Éticas

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Sorvete de mamão e banana

Para fazer esse sorvete não precisa de sorveteira, não vai açúcar e é muito rápido de ser feito. Só o que precisamos é de banana e mamão congelados.

Ingredientes:
2  xícaras de banana picada e congelada
2 xícaras de mamão picado e congelado
Retire as frutas do congelador e deixe 5 minutos em temperatura ambiente para não forçar muito o liquidificador ou processador. Bata no liquidificador ou processador até ficar cremoso.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Sorvete Cremoso de Banana

Esse sorvete é feito com apenas um ingrediente, banana madura congelada.

Pegue uma banana bem madura, corte-a em rodelas e coloque num vidro com tampa no congelador. Deixe congelar por no mínimo duas horas, embora seja melhor que fique toda a noite no congelador. 

Na hora de preparar o sorvete, deixe a banana em temperatura ambiente por cinco minutos para não forçar muito o motor do aparelho. Coloque as bananas congeladas no liquidificador ou processador (eu coloquei no liquidificador) e vá batendo aos poucos até ficar cremoso.
Sirva imediatamente. No meu sorvete eu coloquei por cima amendoim torrado grosseiramente picado e ficou uma delícia!!!

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Salada crua de brócolis com hommus de grão de bico germinado


A receita de hoje é muito nutritiva porque os ingredientes são crus e germinados,
O grão de bico germina facilmente, basta deixar de molho de 8 a 12 horas, depois escorrer a água e deixar num vidro tampado com um tule ou outro tecido poroso mais 24 horas até germinar.  Mais informações sobre germinação de sementes no blog Panelas de Capim.
O brócolis é uma rica fonte de vitamina C e fibras alimentares. É também uma excelente fonte de beta-caroteno e proteína, sendo rico também em sais minerais como: magnésio, cálcio, ferro e zinco.
O brócolis é um excelente aliado contra o câncer, mas é muito importante que seja ingerido cru. Mais informações sobre as propriedades do brócolis você encontra aqui.

Ingredientes

1/2 brócolis pequeno de preferência orgânico
1 xícara (chá) de hommus de grão de bico germinado

Piquei o brócolis com talo num prato e coloquei por cima 1 xícara de hommus de grão de bico germinado e misturei até se incorporar ao vegetal. É uma opção de salada crua para o almoço ou jantar.
Aqui coloquei o hommus por cima do brócolis
Hommus de grão de bico germinado
Receita aqui

domingo, 20 de dezembro de 2015

Pastel integral assado

Hoje apresento para vocês uma receita deliciosa de pastel integral assado com recheio de palmito, mas você pode trocar por outro que mais te agradar com os ingredientes que tiver na tua cozinha. Eu gosto muito do recheio de berinjela e foi o que fiz. Porém coloco duas opções de recheio, o de palmito, que é o recheio da receito original e o de berinjela, que é o de minha preferência.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Biscoito integral


Esse biscoito me lembra afeto, carinho, café da manhã num dia de sol, abraço de avó...É delicioso e o sabor do coco misturado com os outros ingredientes me remeteu ao passado. Por isso pensei que esses biscoitinhos vão fazer alguém muito feliz se forem presenteados numa linda embalagem feita de material reaproveitado. Pensei em fazer umas caixinhas de garrafa pet e aí colocar os biscoitinhos e presentear as pessoas que quero bem,
A receita é do livro "Cozinhando sem crueldade", de Ana Maria Curcelli.

Torta de grão de bico e berinjela


Essa é outra torta que entra na categoria reaproveitamento de alimentos,  porque foi feita com grão de bico, resto de arroz integral e sobra de um molho de berinjela (tinha feito demais para uma outra torta) e o molho feito com grão de bico e ervilha.

Torta de banana


Essa torta está na categoria reaproveitamento de alimentos, no caso de bananas bem maduras. Foi feita rapidamente e ficou muito gostosa, com uma casquinha crocante. Acredito que deve ficar muito boa para ser comida acompanhada de sorvete.

Torta de liquidificador com brócolis

Essa receita eu gosto muito porque ela é rápida de ser feita e fica muito gostosa. Como professora, muitas vezes não tenho tempo de ficar na cozinha e fazer pratos elaborados ou com muita variedade, eu gosto da praticidade de fazer um prato único acompanhado de uma saladinha.  Então, essa torta é ideal, porque é feita no liquidificador.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...